Last updated: 25 May, 2022

Yoga do Conhecimento - Palavras de Sabedoria

Aurora na Área da Paz

A Mãe

O caminho do conhecimento é o bem conhecido caminho da Raja Yoga, na qual uma pessoa pratica o distanciamento do seu ser físico, dizendo, “Eu não sou o corpo”; então, o distanciamento das suas sensações, “Eu não sou as minhas sensações”; então, dos seus sentimentos, dizendo, “Eu não sou os meus sentimentos”; e assim por diante. Uma pessoa se distancia de si do pensamento e avança mais e mais para dentro até que encontra algo que é Eterno e Infinito.

1 de fev. de 1956, p. 43, Vol. 08, CWM

(Obras Completas da Mãe, tradução livre da sigla em inglês)

A yoga do conhecimento é o caminho que conduz ao Divino por meio da busca exclusiva da pura e absoluta Verdade.

5 de fev. de 1960, p. 236, Vol. 16, CWM

(Obras Completas da Mãe, tradução livre da sigla em inglês)



Sri Aurobindo

A primeira necessidade de preparação é a purificação de todas os partes do nosso ser; especialmente, para o caminho do conhecimento, a purificação do entendimento, a chave que deve abrir a porta da Verdade; e um entendimento purificado dificilmente é possível sem uma purificação das outras partes. Um coração não purificado, um sentido não purificado, uma vida não purificada confunde o entendimento, perturba os seus dados, distorce as suas conclusões, escurece a sua visão, aplica mal o seu conhecimento; um sistema físico não purificado entope ou engasga a sua ação. Deve haver um pureza integral.

P. 309, Vol. 23 - 24, CWSA

(Obras Completas de Sri Aurobindo, tradução livre da sigla em inglês)

Qualquer que seja o objetivo, o caminho do conhecimento deve conduzir a um primeiro resultado, uma tranquilidade absoluta; pois, a menos que a velha ação da Natureza em nós esteja inteiramente apaziguada, é difícil, se não for impossível, encontrar tanto qualquer verdadeiro status de alma quanto qualquer atividade divina. A nossa natureza age sobre uma base de confusão e compulsão incansável para a ação, o Divino atua livremente com uma tranquilidade imensurável. Dentro desse abismo de tranquilidade, nós devemos mergulhar e nos tornar aquilo, se estivermos para anular a posse dessa natureza inferior sobre a alma.

P. 365, Vol. 23 - 24, CWSA

(Obras Completas de Sri Aurobindo, tradução livre da sigla em inglês)

A Yoga integral do conhecimento tem de reconhecer a dupla natureza dessa manifestação, — porque há a natureza elevada de Sachchidananda em que Ele é encontrado e a natureza inferior da mente, da vida e do corpo em que Ele é velado, — e reconciliar e unir os dois na unidade da realização iluminada. Nós não temos que deixá-los separados, dessa forma vivemos uma espécie de vida dupla, espiritual por dentro ou acima, mental e material na nossa vida ativa e terrena; nós temos que re-ver e remodelar a vida inferior na luz, na força e na alegria da realidade superior.

P. 421, Vol. 23 - 24, CWSA

(Obras Completas de Sri Aurobindo, tradução livre da sigla em inglês)

Todas as relações no mundo, até mesmo as suas maiores e mais aparentemente chocantes discórdias, são relações de algo eterno em si em sua própria existência universal; elas não são em qualquer lugar ou em qualquer tempo colisões de seres desconectados que se encontram fortuitamente ou por alguma necessidade mecânica da existência cósmica. Portanto, voltar a esse fato eterno da unidade é nosso ato essencial de autoconhecimento; viver nele deve ser o princípio eficaz da posse interior de nosso ser e de nossas relações corretas e ideais com o mundo. É por isso que nós tivemos de insistir primeiro e acima de tudo na unidade como o objetivo e, de certa forma, como todo o objetivo da nossa Yoga do conhecimento.

P. 437, Vol. 23 - 24, CWSA

(Obras Completas de Sri Aurobindo, tradução livre da sigla em inglês)

A realização da Yoga do Conhecimento se dá quando uma pessoa sente que ela vive na amplidão de algo silencioso, sem características e universal (chamado de Self) e tudo mais é visto como apenas formas e nomes; o Self é real, nada mais.

P. 500, Vol. 29, Vol, CWSA

(Obras Completas de Sri Aurobindo, tradução livre da sigla em inglês)

A contemplação de Deus na Natureza, a contemplação e o serviço de Deus no homem, na vida do homem e do mundo em seu passado, presente e futuro, são igualmente elementos dos quais a Yoga do conhecimento pode fazer uso para completar a realização de Deus em todas as coisas.

P. 517, Vol. 23 - 24, CWSA

(Obras Completas de Sri Aurobindo, tradução livre da sigla em inglês)


(Portuguese translation by Pablo Antunes)